sábado, 30 de abril de 2016

Personalizado: Pôster Vasco Campeão Taça Guanabara 2016

Através da nossa página no Facebook, recebemos a proposta do nosso seguidor Jesualdo, para fazer o pôster personalizado do Vasco Campeão da Taça Guanabara 2016. O Vasco conquistou de forma invicta este título, atropelando os rivais. Parabéns Vasco Campeão da Taça Guanabara 2016. E se você também quer encomendar um pôster personalizado, entre em contato pelo e-mail blogsunificados@yahoo.com.br ou em nossa página no Facebook e saiba as condições. Com uma pequena contribuição você poderá ver uma foto ao seu gosto. Veja o pôster com os campeões!

 
Curta, siga e compartilhe nossa página no Facebook. Acesse: www.facebook.com/postercampeao

sexta-feira, 29 de abril de 2016

Pôster América-MEX Heptacampeão Liga dos Campeões da CONCACAF 2015/16

Sensacional! Uma única palavra pode expressar o que foi a sétima conquista continental do América, sendo esta a segunda consecutiva. Os águias conquistaram a Concachampions de forma invicta e incontestável. Em 10 jogos não souberam o que foi perder, e não deu chances para os rivais. E para sacramentar, o América torna-se o maior campeão continental da zona da CONCACAF, com sete conquistas, uma a mais que o Cruz Azul, também do México. Parabéns América Heptacampeão Liga dos Campeões da CONCACAF 2015/16. Veja o pôster com os campeões!


Curta, siga e compartilhe nossa página no Facebook. Acesse: www.facebook.com/postercampeao

Pôster Juventus Pentacapeã Italiana 2015/16

 A Juve continua sobrando no campeonato italiano. Além de ser a maior campeã nacional, conquista pela quinta vez consecutiva a Serie A. Desta vez foi conquistou o título com três partidas de antecedência, tendo ao final da 35ª rodada, doze pontos a mais que o segundo colocado Napoli. Parabéns Juventus Pentacampeã Italiana 2015/16. Veja o pôster com os campeões!


Curta, siga e compartilhe nossa página no Facebook. Acesse: www.facebook.com/postercampeao

Pôster Auckland City Octacampeão Liga dos Campeões da Oceania 2016

 O Auckland City é figurinha carimbada na Copa do Mundo de Clubes da FIFA. Quase sempre está lá. Das competições disputadas, esteve presente em sete das 12 (ficou de fora apenas em 2000, 2005, 2007, 2008 e 2010), e participará pela oitava vez neste ano, já que pela oitava vez (e sexta consecutiva) é campeão da Liga dos Campeões da OFC.
Porém, este ano foi brilhante. O time neozelandês conquistou o título de forma invicta, tendo cinco vitórias em cinco jogos, marcando 16 gols e sofrendo apenas quatro. Na Oceania só da Auckland na cabeça! Parabéns Auckland City Campeão Liga dos Campeões da OFC. Veja o pôster com os campeões!


Curta, siga e compartilhe nossa página no Facebook. Acesse: www.facebook.com/postercampeao

sábado, 23 de abril de 2016

Pôster Fluminense Campeão Primeira Liga 2016

O Fluminense é o primeiro grande clube brasileiro a conquistar um título de expressão neste ano. O tricolor venceu a Primeira Liga (também chamada de Copa Sul-Minas-Rio) de maneira invicta, ou seja, incontestável. Se a competição se transformará no futuro em um novo campeonato nacional, ou se apenas irá continuar como um torneio regional não importa. O importante é que o Flu já está na história como o primeiro campeão. Parabéns Fluminense Campeão Primeira Liga 2016. Veja o pôster com os campeões!

 

Curta, siga e compartilhe nossa página no Facebook. Acesse: www.facebook.com/postercampeao

domingo, 17 de abril de 2016

Campeões Históricos: Pôster Argentina Bicampeã Mundial 1986

Depois de 16 anos, a copa do mundo voltou a ser disputada no México. O mundial foi disputado entre os dias 31 de maio e 29 de junho, mas agora o formato da competição tinha uma novidade em relação à competição anterior: os dois primeiros de cada um dos seis grupos e os quatro melhores terceiros avançavam às oitavas de final. Com isso, pela primeira vez houve uma fase de mata-mata anterior às quartas de final, tentando diminuir assim as polêmicas da segunda fase com grupos.
No grupo 1, os argentinos fizeram um bom papel vencendo duas e empatando uma partida, contra a Itália e se classificou em primeiro, seguido pelos italianos em segundo, e pela Bulgária, também classificada. Pelo grupo 2, classificaram-se o anfitrião México, o Paraguai e a Bélgica. União Soviética e França também passaram pelo grupo 3.
O Brasil começou muito bem, e venceu suas partidas válidas pelo grupo 4. Ganhou de 1 a 0 da Espanha e da Argélia, e sapecou 3 a 0 na seleção da Irlanda do Norte. Brasileiros e espanhóis avançaram às oitavas. No grupo 5, Dinamarca, Alemanha Ocidental e Uruguai se classificaram, e no último grupo da primeira fase, Marrocos surpreendentemente em primeiro, Inglaterra e Polônia avançam.
Nos jogos da segunda fase do mundial, grandes partidas. O Brasil venceu com sobras a seleção polonesa por 4 a 0 e avançou, marcando os gols de Sócrates, Josimar, Edinho e Careca. A Argentina venceu o Uruguai com o placar magro de 1 a 0 e também se classificou. As demais partidas ficaram assim: México 2 x 0 Bulgária; União Soviética 3 x 4 Bélgica; Itália 0 x 2 França; Marrocos 0 x 1 Alemanha Ocidental; Inglaterra 3 x 0 Paraguai; e Dinamarca 1 x 5 Espanha.


Pelas quartas de final mais um jogo doído para os torcedores brasileiros. A partida entre Brasil e França foi uma das mais equilibradas e marcantes daquela Copa. Os gols saíram no primeiro tempo de partida, com gols de Careca aos 17 e Platini aos 40 minutos. Depois disso, não saíram mais gols, e a decisão teve que ser disputada nos pênaltis. E deu França, 4 a 3, e mais o Brasil amargaria mais quatro anos na fila (depois se tornariam oito anos).
Outra partida marcante das quartas de final foi entre Argentina e Inglaterra. Essa não foi apenas a mais memorável daquele mundial, mas também está no top 10 de toda história. Essa partida ficou caracterizada por um jogador muito habilidoso chamado Diego Maradona, que fez dois gols, um de mão - a famosa "La mano de Diós" e outro espetacular, driblando toda seleção inglesa antes de marcar. O gol de honra de Inglaterra foi de Lineker. As duas partidas restantes foram: Alemanha Oc. 0 (4) x (1) 0 México; e Espanha 1 (4) x (5) 1 Bélgica.
Pelas semifinais, França e Alemanha se enfrentaram no estádio Jalisco, e os alemães enfiaram 2 a 0 nos franceses, que um jogo depois ficou com o terceiro lugar vencendo a Bélgica por 4 a 2. A Argentina venceu também por 2 a 0 a seleção belga, com dois gols de Dieguito.
A grande decisão da Copa 86 foi no famoso estádio Azteca, com mais de 110 mil espectadores. Argentina e Alemanha travaram uma partida emocionante, que terminou em 3 a 2 para os argentinos que puderam comemorar o bicampeonato. Parabéns Argentina Bicampeã Mundial 1986. Veja o pôster com os campeões!

Curta, siga e compartilhe nossa página no Facebook. Acesse: www.facebook.com/postercampeao  

Pôster PSG Tetracampeão Francês 2015/16

O Paris Saint-Germain, muito conhecido pela sua sigla, PSG, mandou e desmando na atual temporada da Ligue 1. A soberania do time de Ibrahimovic, Di María, Thiago Silva, Cavani e muitos outros craques foi tão grande que, venceram o campeonato francês jogando apenas 30 jogos, tendo 25 pontos a mais que o Mônaco, segundo colocado até ali. Triunfando com oito rodadas de antecedência, foi o único clube da França a alcançar tal proeza. Um recorde!
E para fechar com chave de ouro, sacramentou o título com uma fenomenal vitória por 9 a 0 sobre o Troyes. Portanto, dá para cravar que o PSG manda, faz um bom tempo no futebol francês - quarta conquista consecutiva. Parabéns PSG Tetracampeão Francês. Veja o pôster com os campeões!


Curta, siga e compartilhe nossa página no Facebook. Acesse: www.facebook.com/postercampeao

domingo, 10 de abril de 2016

Campeões Históricos: Pôster Itália Tricampeã Mundial 1982

A Copa do Mundo de 1982 foi disputada entre os dias 14 de junho e 11 de julho daquele ano na Espanha. Pela primeira vez há o aumento no número de participantes: 24 seleções frente aos 16 até a competição anterior. A seleção canarinho tinha uma grande equipe, conhecida pelo seu fino toque de bola, o chamado futebol arte, e se classificou em primeiro do seu grupo 6, vencendo todas as suas partidas iniciais: 2 a 1 União Soviética; 4 a 1 Escócia; e 4 a 0 Nova Zelândia. Neste grupo, os soviéticos também se classificaram.
A anfitriã Espanha passou à fase seguinte em segundo do grupo 5, com apenas uma vitória frente a Iugoslávia por 2 a 1, ficando atrás da Irlanda do Norte na classificação final. Os italianos também não encantaram na primeira fase. No grupo 1, a Itália classificou à seguinte fase com apenas 3 pontos, obtidos pelos seus três empates. A azzurra garantiu sua vaga no sufoco, em segundo lugar, empatado em pontos e saldo de gols com Camarões (zero) e vencendo em número de gols marcados (2 a 1). O primeiro do grupo 1 foi a seleção polonesa.
Novamente, a segunda fase da Copa foi disputada em grupos. Porém, desta vez foram quatro grupos de três seleções, sendo que as primeiras colocadas passavam às semifinais. No grupo A passou a Polônia, com três pontos, deixando para atrás a União Soviética pelo número de saldo de gols (3 a 1). A Bélgica não pontuou no grupo.
A Alemanha Ocidental foi a líder do grupo B, deixando as tradicionais Inglaterra (segunda colocada) e Espanha (anfitriã e última do grupo) de fora da Copa. Já no grupo D, a França ganhou suas duas partidas e avançou, eliminando as seleções da Áustria e Irlanda do Norte.
O grupo C ficou por último, pois merece um destaque maior. Não só para nós brasileiros, mas também para a história das copas, já que foi nela que a Itália se sagraria tricampeã em 1982. Neste grupo, além de Brasil e Itália, tinha a seleção argentina na disputa. Na primeira partida a seleção italiana venceu a Argentina por 2 a 1. Depois, pela segunda rodada, três dia depois, o Brasil venceu por 3 a 1 a Argentina, que deu adeus para a Copa do Mundo.


A última e decisiva partida do grupo, era praticamente uma final, já que, quem vencesse se classificaria às semifinais do mundial. Para o Brasil bastava um empate, já que tinha um gol a mais de saldo que os italianos. No dia cinco de julho, em Barcelona, a Itália saiu na frente com Paolo Rossi aos cinco minutos de jogo. Aos 12 minutos, Sócrates empatava para os brasileiros. Porém, Rossi novamente colocava os italianos em vantagem aos 25 minutos, 2 a 1 até o final da primeira etapa.
Na etapa complementar, Falcão empatava aos 23 minutos e até aquele momento, o Brasil estava classificado. Mas, Paolo Rossi, o craque da partida e o grande nome e artilheiro da Copa da Espanha, com seis gols, marcava mais um, aos 29 minutos, completando assim seu hat-trick e selando a classificação italiana no mundial. Para os brasileiros, esta partida ficou conhecida como a Tragédia de Sarrià, nome do estádio onde esta foi disputada.
Agora em jogo válido pela semifinal, a Itália derrota a Polônia por 2 a 0. Adivinha quem marcou os dois gols italianos? Paolo Rossi, o craque. O outro confronto das semifinais foi bem mais equilibrado. Alemanha Ocidental e França empataram em 3 a 3 ao final da prorrogação, e assim foi necessária a disputa de pênaltis para decidir quem seria o finalista. Os alemães ocidentais venceram por 5 a 4 e estavam na grande decisão.
Antes da grande final, em jogo válido pela disputado do terceiro lugar, a Polônia venceu a França por 3 a 2.
Finalmente, no emblemático estádio Santiago Bernabeu em Madri, a decisão entre Itália e Alemanha Ocidental foi disputada com um grande público com cerca de 90 mil espectadores. O primeiro tempo ficou empatado sem gols, com isso podia se prever que o segundo tempo seria também muito equilibrado. Porém, os italianos abriram sua caixa de gols, e marcaram com Rossi aos 12 minutos, Tardelli aos 24 e Altobelli aos 36 do segundo tempo. Itália 3 a 0. Só coube aos alemães descontarem aos 38 minutos com Breitner. Placar final: Itália 3 a 1 Alemanha Ocidental.
Com isso os italianos puderam comemorar seu tricampeonato mundial depois de 44 anos sem títulos. Parabéns Itália Tricampeã Mundial 1982. Veja o pôster com os campeões!

Curta, siga e compartilhe nossa página no Facebook. Acesse: www.facebook.com/postercampeao

domingo, 3 de abril de 2016

Campeões Históricos: Pôster Argentina Campeã Mundial 1978

Após dezesseis anos, a Copa do Mundo volta a ser sediada na América do Sul. A edição de 1978 foi a de número onze, disputada no mês de junho e teve como anfitriã a nação Argentina, até então buscando seu título inédito. Os argentinos tiveram duas vitórias (2 a 1 contra Hungria e França) e uma derrota (0 a 1 para a Itália), com isso, os italianos ficaram em primeiro do grupo 1, deixando a Argentina em segundo lugar e com a última vaga para a fase seguinte.
A seleção brasileira empatou seus dois primeiros jogos (1 a 1 com a Suécia, e 0 a 0 no embate contra os espanhóis) e venceu o último jogo da chave com um gol solitário de Roberto Dinamite, no confronto direto pela vaga, contra a Áustria (primeira do grupo 3). O Brasil se classificou em segundo lugar, com os mesmos quatro pontos dos austríacos, também classificados.
Novamente, o torneio teve a segunda fase disputadas em dois grupos de quatro seleções. Os campeões dos agrupamentos fariam a final. Já os segundos jogavam a disputa do terceiro lugar. Com a extinção dos famosos mata-matas, muita polêmica foi levantada, principalmente pelos jogos do grupo B dessa copa.
O já citado grupo B era formado pela Argentina, Brasil, Polônia e Peru. A primeira rodada teve a vitória brasileira por 3 a 0 sobre o Peru, e a vitória argentina por 2 a 0 frente aos poloneses. Nas partidas de número dois, a Polônia ganhou do Peru por 1 a 0 e a Argentina empatou com o Brasil sem gols.


Até a segunda rodada o Brasil estava em primeiro com três pontos (vitória valia dois), mesmo número da Argentina, porém os brasileiros ganhavam no saldo (3 a 2). Com essa situação, se o Brasil vencesse a Polônia, a Argentina teria que vencer por uma goleada. A terceira e última rodada se iniciava. O Brasil venceu a Polônia por 3 a 1. Para que os tupiniquins não fossem a final, os argentinos teriam que vencer a seleção peruana por pelo menos quatro gols de saldo.
O estranho para muitos foi a situação da vitória. A Argentina entrou em campo após o término do jogo brasileiro. As partidas simultâneas decisivas que vemos hoje em dia, acreditem, é recente. Os argentinos terminaram a primeira etapa vencendo por 2 a 0. Os peruanos lutavam muito. Porém, no segundo tempo veio mais quatro tentos argentinos. Placar final: 6 a 0. Argentina na grande final.
Há relatos, boatos e muita coisa sobre essa partida, como não há certeza se houve ou não algo mais do que futebol, o veredicto fica ao seu critério. A intenção dessa postagem é relatar a grande trajetória feita pelo escrete argentino rumo ao título mundial inédito.
O outro finalista veio do grupo A, menos polêmico, que teve como classificada a seleção holandesa, pela segunda vez consecutiva decidindo a copa. Um dia antes da final, a disputa do terceiro lugar teve a vitória brasileira por 2 a 1 sobre a Itália, e assim, com o terceiro posto mundial, o Brasil se intitulava o campeão moral do mundial.
Finalmente veio a grande decisão num estádio Monumental de Nuñes lotado. Jogo duríssimo, empatado no tempo normal pelo placar de 1 a 1. Mas, na prorrogação deu a força argentina com mais dois tentos anotados, com o placar final de 3 a 1, para delírio da nação sul-americana. A seleção portenha tinha ótimos jogadores como Passarella, Kempes e tantos outros. Parabéns Argentina Campeã Mundial 1978. Veja o pôster com os campeões!      

Curta, siga e compartilhe nossa página no Facebook. Acesse: www.facebook.com/postercampeao

sexta-feira, 1 de abril de 2016

Campeões Históricos: Pôster Alemanha Bicampeã Mundial 1974

A Copa de 1974 foi disputada na Alemanha entre os meses de junho e julho e teve belos jogos e uma grande curiosidade: O jogo entre as Alemanhas Ocidental e Oriental. O encontro foi na primeira fase da competição, válida pela última rodada do grupo 1. O futebol alemão do lado oeste sempre foi o mais famoso e bem jogado, mas a surpresa desse esporte faz com que tudo fique mais emocionante. Os alemães orientais venceram a partida com um gol solitário e fez história: os orientais ficaram em primeiro do grupo, à frente dos alemães ocidentais na classificação final do grupo. Ambos passaram para a segunda fase.
O Brasil avançou em segundo lugar no grupo 2 com um gol a mais de saldo do que a Escócia (3 a 2) e seis a menos do que a Iugoslávia, líder do grupo. O curioso que ambas as seleções empataram em número de pontos: quatro.


Nesse Mundial, a segunda fase foi disputada em dois de quatro equipes. No grupo A, os holandeses deixaram Brasil, Alemanha Oriental e Argentina para trás e se classificou para a decisão. O grupo B teve a anfitriã Alemanha Ocidental classificada para a final. A Polônia ficou em segundo lugar no grupo, fazendo  vencendo a decisão do terceiro lugar contra o Brasil. Suécia e Iugoslávia foram os figurantes desse agrupamento.
A grande final entre a fortíssima Alemanha Ocidental de Beckenbauer e a favorita seleção holandesa, que marcou por jogar bonito e ser chamada de Laranja Mecânica, capitaneada por Cruyff, foi de arrepiar. Numa partida emocionante, os gols saíram todos no primeiro tempo. o alemão ocidental Neeskens abriu o placar de pênalti aos dois minutos. Também de pênalti veio o empate da Holanda. Breitner aos 25 minutos. No finalzinho da primeira etapa, aos 43 minutos, Gerd Müller, outro craque alemão, fechava o placar da final. Com isso a Alemanha Ocidental foi bicampeã mundial. E a Holanda, com um timaço entrou para uma seleta lista de grandes equipes que mereciam um título mundial. Mas, como no futebol só uma grande equipe pode ser campeã, a Alemanha foi merecedora. Parabéns Alemanha Bicampeã Mundial 1974. Veja o pôster com os campeões!

Curta, siga e compartilhe nossa página no Facebook. Acesse: www.facebook.com/postercampeao