domingo, 3 de abril de 2016

Campeões Históricos: Pôster Argentina Campeã Mundial 1978

Após dezesseis anos, a Copa do Mundo volta a ser sediada na América do Sul. A edição de 1978 foi a de número onze, disputada no mês de junho e teve como anfitriã a nação Argentina, até então buscando seu título inédito. Os argentinos tiveram duas vitórias (2 a 1 contra Hungria e França) e uma derrota (0 a 1 para a Itália), com isso, os italianos ficaram em primeiro do grupo 1, deixando a Argentina em segundo lugar e com a última vaga para a fase seguinte.
A seleção brasileira empatou seus dois primeiros jogos (1 a 1 com a Suécia, e 0 a 0 no embate contra os espanhóis) e venceu o último jogo da chave com um gol solitário de Roberto Dinamite, no confronto direto pela vaga, contra a Áustria (primeira do grupo 3). O Brasil se classificou em segundo lugar, com os mesmos quatro pontos dos austríacos, também classificados.
Novamente, o torneio teve a segunda fase disputadas em dois grupos de quatro seleções. Os campeões dos agrupamentos fariam a final. Já os segundos jogavam a disputa do terceiro lugar. Com a extinção dos famosos mata-matas, muita polêmica foi levantada, principalmente pelos jogos do grupo B dessa copa.
O já citado grupo B era formado pela Argentina, Brasil, Polônia e Peru. A primeira rodada teve a vitória brasileira por 3 a 0 sobre o Peru, e a vitória argentina por 2 a 0 frente aos poloneses. Nas partidas de número dois, a Polônia ganhou do Peru por 1 a 0 e a Argentina empatou com o Brasil sem gols.


Até a segunda rodada o Brasil estava em primeiro com três pontos (vitória valia dois), mesmo número da Argentina, porém os brasileiros ganhavam no saldo (3 a 2). Com essa situação, se o Brasil vencesse a Polônia, a Argentina teria que vencer por uma goleada. A terceira e última rodada se iniciava. O Brasil venceu a Polônia por 3 a 1. Para que os tupiniquins não fossem a final, os argentinos teriam que vencer a seleção peruana por pelo menos quatro gols de saldo.
O estranho para muitos foi a situação da vitória. A Argentina entrou em campo após o término do jogo brasileiro. As partidas simultâneas decisivas que vemos hoje em dia, acreditem, é recente. Os argentinos terminaram a primeira etapa vencendo por 2 a 0. Os peruanos lutavam muito. Porém, no segundo tempo veio mais quatro tentos argentinos. Placar final: 6 a 0. Argentina na grande final.
Há relatos, boatos e muita coisa sobre essa partida, como não há certeza se houve ou não algo mais do que futebol, o veredicto fica ao seu critério. A intenção dessa postagem é relatar a grande trajetória feita pelo escrete argentino rumo ao título mundial inédito.
O outro finalista veio do grupo A, menos polêmico, que teve como classificada a seleção holandesa, pela segunda vez consecutiva decidindo a copa. Um dia antes da final, a disputa do terceiro lugar teve a vitória brasileira por 2 a 1 sobre a Itália, e assim, com o terceiro posto mundial, o Brasil se intitulava o campeão moral do mundial.
Finalmente veio a grande decisão num estádio Monumental de Nuñes lotado. Jogo duríssimo, empatado no tempo normal pelo placar de 1 a 1. Mas, na prorrogação deu a força argentina com mais dois tentos anotados, com o placar final de 3 a 1, para delírio da nação sul-americana. A seleção portenha tinha ótimos jogadores como Passarella, Kempes e tantos outros. Parabéns Argentina Campeã Mundial 1978. Veja o pôster com os campeões!      

Curta, siga e compartilhe nossa página no Facebook. Acesse: www.facebook.com/postercampeao

Nenhum comentário:

Postar um comentário