sexta-feira, 21 de outubro de 2016

CampHist: Pôster Grêmio Campeão Copa do Brasil 1989

Com intuito de integrar equipes de federações que, a partir de 1987, deixaram de ter representantes no Campeonato Brasileiro, e, com isso, não jogavam contra os grandes clubes do cenário nacional, a Copa do Brasil foi criada, em 1989 para fazer este papel. E, de quebra, o campeão garantiria uma vaga na Copa Libertadores do ano posterior, um bom agrado, já que, o caminho se mostrou mais curto do que a conquista da vaga via Campeonato Nacional.
Com 32 clubes de 22 unidades federativas - até então a região norte teve apenas representantes do Amazonas e Pará - o sistema de disputa foi no simples mata-mata. O primeiro gol da competição foi marcado pelo atacante Alcindo Sartori, aos 29 minutos de partida, na vitória do Flamengo por 2 a 0 sobre os paraenses do Paysandu.
Agora falemos da trajetória do tricolor gaúcho, comandado pelo técnico Cláudio Duarte, o campeão da primeira Copa do Brasil. Na primeira fase, o imortal enfrentou o Ibiraçu-ES, e venceu em solo capixaba por um gol. No saudoso Estádio Olímpico, o Grêmio goleou a equipe do Ibiraçu por 6 a 0 e se classificou às oitavas de final com sobras.


Em solo mato-grossense, os gremistas não tomaram conhecimento do time da casa, o Mixto, e golearam por 5 a 0. O jogo de volta seria em Porto Alegre. Seria. O time mato-grossense, alegando que não conseguiria um voo a tempo para a capital gaúcha, acabou não comparecendo, e o Grêmio se classificou sem precisar jogar.
Nas quartas de final, o Grêmio enfrentou o tradicionalíssimo Bahia na Fonte Nova em Salvador, e não decepcionou. Com gols de Cuca - hoje técnico - e Kita, abriu boa vantagem para a segunda partida, 2 a 0. Em casa, coube aos gremistas selarem a classificação, vencendo por um gol, marcado por Edinho.
O Maracanã foi o palco do primeiro confronto entre Flamengo e Grêmio pelas semifinais da Copa do Brasil. Mesmo com um placar adverso de 2 a 0, os gaúchos conseguiram arrancar o empate com gols de Paulo Egídio e Luiz Eduardo, levando até uma boa vantagem para casa. Casa esta mágica, onde, com a força de sua torcida, o Grêmio goleou os rubro-negros por 6 a 1 e carimbava sua vaga à final.
Decisão equilibrada, teve início no dia 26 de agosto, em Recife, onde Sport e Grêmio não saíram do zero. Porém, no dia dois de setembro houve gols no Estádio Olímpico. Os gremistas abriram o placar com Assis - o irmão de Ronaldinho Gaúcho - aos nove minutos. Aos 31, o goleiro tricolor, Mazarópi marcou contra, e assim a partida empatara. O gol do título veio com Cuca, aos sete do segundo tempo. Assim, a torcida do imortal pôde comemorar seu título nacional, o primeiro da história da Copa do Brasil, e, de quebra, vibrar com a vaga na Libertadores de 1990. Parabéns Grêmio Campeão Copa do Brasil 1989. Veja o pôster com os campeões!

Curta, siga e compartilhe nossa página no Facebook. Acesse: www.facebook.com/postercampeao
Siga também nosso perfil no Twitter: @postercampeao

domingo, 16 de outubro de 2016

Campeões Históricos: Pôster Espanha Campeã Mundial 2010

A Copa do Mundo de 2010 foi a 19ª edição desta competição que cativa milhões de pessoas de todos os cantos do planeta. Disputada entre os dias 11 de junho a 11 de julho, foi o primeiro mundial disputado em solo africano, mais precisamente na África do Sul. O formato de disputa e o número de seleções se mantiveram. Porém, há uma curiosidade a se destacar: a Austrália, pela primeira vez, é representante do continente asiático, já que, após a Copa 2006 teve seu pedido aceito perante a AFC (federação asiática) e pode disputar as eliminatórias da Ásia. Isso se deu, pois, quando jogava pelas eliminatórias da Oceania, seu continente de fato, a Austrália não conseguira muitas classificações (apenas duas até 2006), já que o continente até hoje não possui vaga direta para o mundial, e seu representante tinha que disputar a repescagem mundial.
Voltando à Copa, destaquemos o grupo A, onde a anfitriã, África do Sul do técnico brasileiro Parreira fez seus jogos. Mesmo jogando em casa ao som das vuvuzelas - cornetas plásticas bem audível - os sul-africanos não conseguiram a classificação às oitavas de final. Vencendo apenas uma partida, os anfitriões com quatro pontos viram o México se classificar com os mesmos quatro pontos na  segunda vaga do grupo - os mexicanos terminaram com um gol de saldo contra dois negativos dos sul-africanos. Uruguai, invicto com sete pontos foi o primeiro, e os franceses, pasmem, foi o lanterna com  apenas um ponto!
No Grupo G, a seleção brasileira do então técnico Dunga ficou em primeiro lugar, vencendo a Costa do Marfim e Coreia do Norte, e empatando com Portugal de Cristiano Ronaldo e companhia, que se classificou com cinco pontos, também invicto.
A Espanha se classificou na liderança do grupo H com seis pontos. Mais engana-se quem pensa que foi fácil. Os espanhóis estrearam perdendo para os suíços por 1 a 0. Recuperou-se vencendo os dois jogos restantes: 2 a 0 frente a Honduras; e 2 a 1 contra o Chile, que se classificaram com os mesmos pontos da Espanha, porém com um gol de saldo, um a menos do que os líderes.


Oitavas de final teve grandes jogos. O Brasil eliminou o Chile por 3 a 0 e garantiu sua passagem. Os espanhóis venceram com gol único os portugueses, também garantindo vaga. Os demais classificados às quartas de final - destacados em negrito - foram: Uruguai 2 a 1 Coreia do Sul; EUA 1 a 2 Gana (Gana 1 a 0 na prorrogação); Alemanha 4 a 1 Inglaterra; Argentina 3 a 1 México; Holanda 2 a 1 Eslováquia; e Paraguai 0 a 0 Japão (Paraguai 5 a 3 nos pênaltis).
Abrindo as quartas de final, Holanda e Brasil se enfrentaram em Porto Elisabeth. O Brasil abriu o placar com Robinho, aos 10 minutos da etapa inicial. Porém, no segundo tempo, a Holanda cresceu e virou o marcador, com Sneijder aos oito e 23 minutos, mandando os brasileiros de volta para casa. O Uruguai suou e só consegui sua classificação diante do Japão nos pênaltis (os uruguaios venceram por 5 a 3), após empate sem gol. Os alemães, mais uma vez, se tornaram a pedra no sapato da seleção Argentina em copas. Goleados por 4 a 0, os argentinos deram adeus ao mundial, e essa copa já mostrava do que a Alemanha podia aprontar quatro anos depois. Por fim, a Espanha venceu o Paraguai com gol solitário de Villa aos 38 minutos do segundo tempo e se classificaram.
Na partida semifinal, a Holanda derrotou o selecionado uruguaio por 3 a 2 e, voltava assim a uma decisão de copa. A Espanha suou, e pelo terceiro jogo eliminatório seguido, venceu por 1 a 0 os alemães, com gol de Puyol. Derrotados nas semi, Alemanha e Uruguai decidiram a terceira colocação mundial. Os alemães venceram por 3 a 2, e festejaram.
Decisão de Copa do Mundo sempre é uma grande emoção. De um lado a Espanha, que, apesar de ter uma das melhores ligas nacionais do mundo, nunca, até então vencera com sua seleção um mundial. De outro, os Holandeses, que também jamais experimentaram o sabor de ser campeões, mesmo tendo um grande time que marcou época em 1974.
Com mais de 80 mil expectadores, o estádio Soccer City, na cidade de Joanesburgo viu um bom jogo entre as duas seleções europeias. A partida no tempo normal terminou empatada sem gols, e foi preciso jogar mais 30 minutos extras. Jogo muito parelho, até que o holandês Heitinga foi expulso aos quatro do segundo tempo extra. Com um a mais, a Espanha conseguiu seu gol do título aos 11 minutos, com Iniesta. E, vencendo todos seus jogos eliminatórios desde as oitavas de final por um gol, a Espanha com seu tiki-taka conseguiu comemorar o primeiro título mundial de sua história. Parabéns Espanha Campeã Mundial 2010. Veja o pôster com os campeões!

Os artilheiros de cada Copa do Mundo.
1930:  Stábile-ARG (8 gols); 1934: Nejedly-TCH (5 gols); 1938: Leônidas-BRA (7 gols); 1950: Ademir-BRA (8 gols); 1954: Kocsis-HUN (11 gols); 1958: Fontaine-FRA (13 gols); 1962: Jerkovic-IUG (5 gols); 1966: Eusébio-POR (9 gols); 1970: Müller-ALE (10 gols); 1974: Lato-POL (7 gols); 1978: Kempes-ARG (6 gols); 1982: Rossi-ITA (6 gols); 1986: Lineker-ING (6 gols); 1990: Schillaci-ITA (6 gols); 1994: Stoichkov-BUL e Salenko-RUS (6 gols); 1998: Suker-CRO (6 gols); 2002: Ronaldo-BRA (8 gols); 2006: Klose-ALE (5 gols); 2010: T. Müller-ALE, Villa-ESP, Sneijder-HOL e Forlán-URU (5 gols); e 2014: J. Rodríguez-COL (6 gols).

Maiores artilheiros da história das Copas (Top 5).
Miroslav Klose-ALE (16 gols); Ronaldo-BRA (15 gols); Gerd Müller-ALE (14 gols); Just Fontaine-FRA (13 gols); e Pelé-BRA (12 gols).


Curta, siga e compartilhe nossa página no Facebook. Acesse: www.facebook.com/postercampeao
Siga também nosso perfil no Twitter: @postercampeao

NESTA SEMANA! Começa a série dos Campeões Históricos da Copa do Brasil. Você curtirá e relembrará as fotos e crônicas de cada campeão desta competição nacional desde sua primeira edição, em 1989.

sexta-feira, 14 de outubro de 2016

Campeões Históricos: Pôster Itália Tetracampeã Mundial 2006

A 18ª Copa do Mundo de Futebol foi disputada entre os dias nove de junho a nove de julho de 2006 em solo alemão. Pela primeira vez o campeão da edição anterior - o Brasil, em 2002 - teve que disputar as eliminatória para defender seu título. A seleção da Alemanha, anfitriã, cumpriu bem o seu papel e foi o líder do Grupo A com 100% de aproveitamento com nove pontos. Neste grupo classificou-se também os equatorianos com seis pontos, e foram eliminadas as seleções da Polônia e Costa Rica com três e nenhum ponto conquistado respectivamente.
No Grupo E, a Itália foi a líder de sua chave, seguida da seleção de Gana com seis, ambos classificados, deixando Republica Tcheca e EUA fora das oitavas de final. Já a seleção brasileira, com seu quadrado mágico e repleto de craques como Ronaldo, Ronaldinho Gaúcho, Adriano, Kaká e Robinho, fez bonito e se classificou em primeiro lugar no Grupo F, vencendo todos seus jogos. A Austrália foi a outra equipe classificada deste agrupamento, com quatro pontos, mandando a Croácia e o Japão de volta para casa.
Os demais classificados ao mata-mata da Copa 06 são, em ordem de colocação: Grupo B (Inglaterra e Suécia); Grupo C (Argentina e Holanda); Grupo D (Portugal e México); Grupo G (Suíça e França); e Grupo H (Espanha e Ucrânia).


Em jogo válido pelas oitavas de final do mundial, a seleção anfitriã venceu bem a Suécia por 2 a 0, garantindo sua classificação. A Itália também se classificou, porém com muito sufoco frente a seleção australiana. Totti, aos cinco minutos de acréscimo da etapa final, marcara o gol único da partida em um pênalti bem polêmico marcada a favor dos italianos. O Brasil goleou a seleção ganesa por 3 a 0, também garantindo sua permanência na competição. Em negrito os demais classificados às quartas de final: Argentina 2 a 1 México (Argentina 1 a 0 na prorrogação); Inglaterra 1 a 0 Equador; Portugal 1 a 0 Holanda; Suíça 0 a 0 Ucrânia (Ucrânia 3 a 0 nos pênaltis); e Espanha 1 a 3 França.
A Alemanha, pelas quartas de finais, suou para eliminar a seleção argentina. Com o placar empatado em um gol por mais de 120 minutos de bola rolando, os alemães seguiram vivos, vencendo, nos pênaltis, por 4 a 2. Já os italianos, despacharam os ucranianos com uma goleada de 3 a 0. Portugal do técnico brasileiro Luis Felipe Scolari, campeão da Copa em 2002 com os brasileiros, venceu nos pênaltis a seleção inglesa por 3 a 1, após 120 minutos sem nenhum gol marcado. E o Brasil com seu quadrado mágico? Sucumbiu diante dos franceses - lembrando a Copa de 1998 - sendo eliminados por gol único de Henry no segundo tempo.
Semifinais de Copa, muita emoção! Após 90 minutos de equilíbrio e sem gols, a seleção italiana fez surpreendentes dois gols, aos 14 minutos do segundo tempo da prorrogação, com Grosso, e aos 16 com Del Piero. Assim, a Itália, após 12 anos, voltava a disputar o título mundial, eliminando a Alemanha. Na outra semi, os franceses venceram por 1 a 0 Portugal, com gol de Pênalti de Zidane, aos 33 minutos do primeiro tempo. Tradicionalmente, um dia antes da decisão, a disputada de terceiro lugar entre as seleções da Alemanha e Portugal foi realizada. Os alemães venceram por 3 a 1, garantindo o terceiro posto.
Dia nove de julho de 2006, às 20 horas locais no estádio olímpico de Berlim, com cerca de 69 pessoas presentes foi decidido o destino da cobiçada Taça Fifa. Primeira final disputada entre europeus após a Copa de 1982. A França abriu o placar com Zidane, de pênalti aos sete minutos de partida. Aos 19, Materazzi empatava para os italianos. Estes dois marcadores foram os destaques do jogo, não somente pelos gols marcados. Como no tempo normal ficou empatado, mais 30 minutos extras se fizeram necessários. E, aos cinco minutos do segundo tempo da prorrogação, Materazzi e Zidane protagonizaram uma cena das mais marcantes da história das Copas. Segundo grande parte da imprensa, o italiano teria proferido insultos à mãe e irmã do craque francês, que, surpreendentemente, apesar de sua experiência, deu uma cabeçada no peito do zagueiro e foi expulso. Terminava ali a carreia de jogador do craque Zidane, que se aposentou logo após ao mundial.
Mesmo com este acontecimento, nada de gols no tempo extra. Decisão por pênaltis, a segunda na história da competição - assim como ocorrido em 1994, entre Brasil e Itália. Pirlo, Materazzi, De Rossi, Del Piero e Grosso marcaram para os italianos. Wiltord, Abidal e Sagnol marcaram; Trezeguet errou para os franceses. Itália 5 a 3. Itália campeã mundial após 24 anos de seu último título conquistado. Itália Tetracampeã! Parabéns Itália Tetracampeã Mundial 2006. Veja o pôster com os campeões!

Curta, siga e compartilhe nossa página no Facebook. Acesse: www.facebook.com/postercampeao
Siga também nosso perfil no Twitter: @postercampeao

NÃO PERCA! Domingo, o último pôster da série Campeões Históricos - Copa do Mundo aqui no blog.

quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Pôster Volta Redonda Campeão Brasileiro Série D 2016

Ampliado de 48 clubes para atuais 68, o Brasileirão Série D teve seu primeiro campeão do Estado do Rio de Janeiro. O Voltaço jogou a primeira fase no grupo A12, ficando em primeiro lugar e invicto, vencendo quatro das seis partidas, marcando 11 gols e sofrendo apenas um. Enfrentou o URT de Minas Gerais na terceira fase, já eliminatória, empatando em um gol fora e vencendo por 2 a 0 em casa, classificando-se.
Nas oitavas de final, garantiu vaga vencendo em Goiás o time do Anápolis por 2 a 1 e segurando o empate sem gols no estado fluminense. As quartas de finais tinham um peso enorme. Quem vencesse seu confronto já garantiria vaga à Série C. Pois bem, o Volta Redonda venceu o primeiro jogo na Bahia por 3 a 2 e venceu também em casa, por 2 a 1, eliminando o Fluminense de Feira. Os outros promovidos à terceira divisão nacional de 2017 foram: CSA-AL; São Bento-SP; e Moto Club-MA.
Semifinal entre Moto Club e Volta Redonda ficou no empate por 1 a 1 no Estado maranhense. Já em casa, o Voltaço venceu por 3 a 1, garantindo sua vaga na grande final.
Empate em 0 a 0 nas Alagoas, o Volta fez um belo jogo em seus domínios e goleou o CSA por 4 a 0 garantindo seu primeiro título nacional de futebol, e para completar, de forma invicta, vencendo 10 jogos e empatando seis. Parabéns Volta Redonda Campeão Brasileiro Série D 2016. Veja o pôster com os campeões!


Curta, siga e compartilhe nossa página no Facebook. Acesse: www.facebook.com/postercampeao
Siga também nosso perfil no Twitter: @postercampeao

Pôster Santos Tetracampeão Amapaense 2016

O Peixe da Amazônia conquista o quarto título consecutivo do Amapá. Campeão desde 2013, o clube acumula cinco conquista. Além destes quatro últimos, possui o titulo estadual do ano 2000. Aliás, este tetracampeonato é um feito inédito no futebol profissional do Estado, já que nenhum clube desde o profissionalismo implantado na década de 90 conseguiu tal sequência de triunfos.
O título santista foi merecido. Não perdeu nenhum dos 10 jogos disputados. Venceu cinco, marcando 14 gols e sofrendo apenas três. Campeão do segundo turno, o peixe enfrentou o Trem, campeão do primeiro, que já possui cinco títulos em seu currículo.
Final eletrizante, digna de uma final. Zé Adriano, do Trem abriu o placar aos 14 minutos de partida. Somente no segundo tempo, aos 25 minutos, o Santos conseguira o empate com Rubran. E ficou no empate no tempo normal. Na disputa de pênaltis o Santos venceu por 3 a 1 e garantiu a alegria de sua torcida. Parabéns Santos Tetracampeão Amapaense 2016. Veja o pôster com os campeões!


Curta, siga e compartilhe nossa página no Facebook. Acesse: www.facebook.com/postercampeao
Siga também nosso perfil no Twitter: @postercampeao