sexta-feira, 14 de outubro de 2016

Campeões Históricos: Pôster Itália Tetracampeã Mundial 2006

A 18ª Copa do Mundo de Futebol foi disputada entre os dias nove de junho a nove de julho de 2006 em solo alemão. Pela primeira vez o campeão da edição anterior - o Brasil, em 2002 - teve que disputar as eliminatória para defender seu título. A seleção da Alemanha, anfitriã, cumpriu bem o seu papel e foi o líder do Grupo A com 100% de aproveitamento com nove pontos. Neste grupo classificou-se também os equatorianos com seis pontos, e foram eliminadas as seleções da Polônia e Costa Rica com três e nenhum ponto conquistado respectivamente.
No Grupo E, a Itália foi a líder de sua chave, seguida da seleção de Gana com seis, ambos classificados, deixando Republica Tcheca e EUA fora das oitavas de final. Já a seleção brasileira, com seu quadrado mágico e repleto de craques como Ronaldo, Ronaldinho Gaúcho, Adriano, Kaká e Robinho, fez bonito e se classificou em primeiro lugar no Grupo F, vencendo todos seus jogos. A Austrália foi a outra equipe classificada deste agrupamento, com quatro pontos, mandando a Croácia e o Japão de volta para casa.
Os demais classificados ao mata-mata da Copa 06 são, em ordem de colocação: Grupo B (Inglaterra e Suécia); Grupo C (Argentina e Holanda); Grupo D (Portugal e México); Grupo G (Suíça e França); e Grupo H (Espanha e Ucrânia).


Em jogo válido pelas oitavas de final do mundial, a seleção anfitriã venceu bem a Suécia por 2 a 0, garantindo sua classificação. A Itália também se classificou, porém com muito sufoco frente a seleção australiana. Totti, aos cinco minutos de acréscimo da etapa final, marcara o gol único da partida em um pênalti bem polêmico marcada a favor dos italianos. O Brasil goleou a seleção ganesa por 3 a 0, também garantindo sua permanência na competição. Em negrito os demais classificados às quartas de final: Argentina 2 a 1 México (Argentina 1 a 0 na prorrogação); Inglaterra 1 a 0 Equador; Portugal 1 a 0 Holanda; Suíça 0 a 0 Ucrânia (Ucrânia 3 a 0 nos pênaltis); e Espanha 1 a 3 França.
A Alemanha, pelas quartas de finais, suou para eliminar a seleção argentina. Com o placar empatado em um gol por mais de 120 minutos de bola rolando, os alemães seguiram vivos, vencendo, nos pênaltis, por 4 a 2. Já os italianos, despacharam os ucranianos com uma goleada de 3 a 0. Portugal do técnico brasileiro Luis Felipe Scolari, campeão da Copa em 2002 com os brasileiros, venceu nos pênaltis a seleção inglesa por 3 a 1, após 120 minutos sem nenhum gol marcado. E o Brasil com seu quadrado mágico? Sucumbiu diante dos franceses - lembrando a Copa de 1998 - sendo eliminados por gol único de Henry no segundo tempo.
Semifinais de Copa, muita emoção! Após 90 minutos de equilíbrio e sem gols, a seleção italiana fez surpreendentes dois gols, aos 14 minutos do segundo tempo da prorrogação, com Grosso, e aos 16 com Del Piero. Assim, a Itália, após 12 anos, voltava a disputar o título mundial, eliminando a Alemanha. Na outra semi, os franceses venceram por 1 a 0 Portugal, com gol de Pênalti de Zidane, aos 33 minutos do primeiro tempo. Tradicionalmente, um dia antes da decisão, a disputada de terceiro lugar entre as seleções da Alemanha e Portugal foi realizada. Os alemães venceram por 3 a 1, garantindo o terceiro posto.
Dia nove de julho de 2006, às 20 horas locais no estádio olímpico de Berlim, com cerca de 69 pessoas presentes foi decidido o destino da cobiçada Taça Fifa. Primeira final disputada entre europeus após a Copa de 1982. A França abriu o placar com Zidane, de pênalti aos sete minutos de partida. Aos 19, Materazzi empatava para os italianos. Estes dois marcadores foram os destaques do jogo, não somente pelos gols marcados. Como no tempo normal ficou empatado, mais 30 minutos extras se fizeram necessários. E, aos cinco minutos do segundo tempo da prorrogação, Materazzi e Zidane protagonizaram uma cena das mais marcantes da história das Copas. Segundo grande parte da imprensa, o italiano teria proferido insultos à mãe e irmã do craque francês, que, surpreendentemente, apesar de sua experiência, deu uma cabeçada no peito do zagueiro e foi expulso. Terminava ali a carreia de jogador do craque Zidane, que se aposentou logo após ao mundial.
Mesmo com este acontecimento, nada de gols no tempo extra. Decisão por pênaltis, a segunda na história da competição - assim como ocorrido em 1994, entre Brasil e Itália. Pirlo, Materazzi, De Rossi, Del Piero e Grosso marcaram para os italianos. Wiltord, Abidal e Sagnol marcaram; Trezeguet errou para os franceses. Itália 5 a 3. Itália campeã mundial após 24 anos de seu último título conquistado. Itália Tetracampeã! Parabéns Itália Tetracampeã Mundial 2006. Veja o pôster com os campeões!

Curta, siga e compartilhe nossa página no Facebook. Acesse: www.facebook.com/postercampeao
Siga também nosso perfil no Twitter: @postercampeao

NÃO PERCA! Domingo, o último pôster da série Campeões Históricos - Copa do Mundo aqui no blog.

Nenhum comentário:

Postar um comentário